spot_img
spot_img

Assistência Social realiza mais de 11 mil atendimentos em três anos de parceria com o Instituto Limite

Mais notícias

Entre junho de 2017 e dezembro de 2019, foram abordadas e cadastradas mais de 7 mil pessoas em situação de rua

A Prefeitura de Ribeirão Preto, por meio da Secretaria Municipal da Assistência Social (Semas) e em parceria com o Instituto Limite, realizou 11.618 atendimentos a pessoas em situação de rua no período de junho de 2017 a dezembro de 2019. Os números representam um total de 7.179 usuários cadastrados no Serviço de Abordagem Social (SEAS) e 4.439 reabordagens de acompanhamento realizadas.

O convênio com o Instituto foi firmado em 2017 com objetivo de realizar uma ação de cooperação mútua totalmente voltada ao trabalho social com pessoas em situação de rua.

“A Semas conta com o Serviço Especializado de Abordagem Social, que aborda novos usuários dos programas, os reaborda e acompanha as pessoas em situação de rua, procurando construir com eles um vínculo de confiança, conhecer a história e a trajetória de vida e as razões que os levaram a esta condição, e ofertar-lhes serviços que a rede disponibiliza, respeitando, porém, o seu direito cidadão de adesão voluntária”, afirma o secretário da Assistência Social, Guido Desinde Filho.

De acordo com o relatório “Diagnóstico sobre o atendimento à população de rua”, realizado pela entidade, 2.441 abordagens e reabordagens foram realizadas em 2017, 4.488 em 2018 e 4.689 em 2019. Por mês, a média é de 206 abordagens ou reabordagens.

A estimativa, segundo o documento, é de que existam na cidade cerca de mil pessoas em situação de rua de origem local. Destes, 846 são homens e 136 são mulheres. Das demais pessoas atendidas no período citado, 6.425 eram homens (89,69%) e, 754, mulheres (10,4%).

O diagnóstico aponta, também, que a maioria das pessoas em situação de rua em Ribeirão Preto é homem, na faixa etária de 30 e 59 anos, e as motivações mais comuns apontadas para esta condição são conflito familiar, dependência química, saúde mental e problemas financeiros.

Ainda segundo o diagnóstico, estima-se que Ribeirão Preto possua cerca de 2 mil crianças e adolescentes em trabalho infanto-juvenil, como comércio em semáforos e outras práticas.

“Parte deste grupo é conhecida e acompanhada pelos Conselhos Tutelares, bem como acompanhados pelo atendimento em medida socioeducativa, como prestação de serviços à sociedade, liberdade assistida, operados, respectivamente, pelo Núcleo de Atendimento ao Adolescente em Conflito com a Lei, da Semas, e por diversas entidades do município”, ressalta o chefe da pasta.

Serviço de Abordagem Social (SEAS)

O SEAS é um serviço operado pelo Instituto Limite em parceria no regime de mútua cooperação em interesse público e recíproco com o Departamento de Proteção Especial (DPSE), da Semas, e cofinanciamento do Ministério da Cidadania e acompanhamento do Governo Estadual.

As abordagens e reabordagens são realizadas de segunda-feira a domingo, das 8h às 0h. Por meio do Serviço de Acolhimento de Adultos, a Semas realiza abordagens de emergência e urgência no período da 0h às 8h.

“Essas abordagens são feitas por meio de busca ativa em rondas fixas quatro vezes ao dia no Terminal Rodoviário Central e imediações. São direcionadas, em locais e pessoas por informação ou denúncia recebida pelo FAZ, no 161, no SAM, pelo 156, no Disque 100, ou programadas com determinado roteiro ou roteiro aleatório; assim, como, por procura espontânea do usuário interessado”, explica Marlene Domingues dos Santos, diretora do Departamento de Proteção Social Especial

         O Fale Assistência Social (FAS) também pode ser acionado pelo número 0800 773 0161.

         “A Assistência Social oferece, ainda, acolhimento na Casa de Passagem, o antigo Cetrem, onde são atendidos diariamente cerca de 80 pessoas. O Centro POP, por sua vez, atende entre 40 e 60 de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e, se necessário, encaminha os usuários do serviço para atendimento médico ou para a Casa de Passagem. Nesses locais são oferecidos espaços para banho, roupas de frio, cobertores e alimentação”, reforça a diretora.

Serviço:

Fale Assistência Social (FAS)

161 ou 0800 773 0161

Serviço de Atendimento ao Munícipe (SAM)

156

Casa de Passagem

Endereço: Rua Mogi Mirim, 45 – Salgado Filho – CEP 14078-060

Telefones: 3961-1801

Centro POP – Centro de Referência Especializado para Atendimento à População em Situação de Rua

Rua Casa Branca, 1655 – Vila Brasil

Telefone: 3622-6036

Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes em Situação de Vulnerabilidade e Risco Social – SAICA

Endereço: Rua Genoveva Onofre Barban, 851 – Casas 1, 2 e 3 – Planalto Verde – CEP 14056-340

Telefones: 39758920 | 39758922 | 39758926

Acolhimento na modalidade de República para Idosos – Vila Dignidade

Endereço: Rua: Rubem Ubida, 670 – Jardim Botânico – CEP 14.021-575

Telefones: 3916-2094

Departamento de Proteção Social Especial

Endereço: Rua Augusto Severo, 819 – Casa 05

Telefone: (16) 3611-6000 – Ramal 6027

Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Ribeirão Preto
nuvens quebradas
32 ° C
32 °
32 °
45 %
2.6kmh
75 %
sáb
35 °
dom
37 °
seg
38 °
ter
35 °
qua
32 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Últimas notícias