spot_img
spot_img

Prefeito Duarte Nogueira faz abertura do Fórum Brasileiro do Agronegócio

Mais notícias

Em edição on-line, o evento aborda a importância do agronegócio no desenvolvimento do Brasil

         Anfitrião do evento e presidente do Fórum Brasileiro do Agronegócio, o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, realizou o pronunciamento de abertura na manhã desta segunda-feira (19). “Algumas das novas formas de comportamento que a pandemia nos impôs irão permanecer, mas as atividades de produção agrícola e agroindustriais jamais vão poder abrir mão da presença do ser humano. Teremos que adaptar nossa tecnologia no país, que é a mais desenvolvida no mundo e que nos permitiu indicadores inimagináveis há décadas e que aliada à responsabilidade ambiental, no bom manejo de nossos recursos naturais, sempre se destacou”, disse o chefe do Executivo. 

Ele ainda ressaltou a importância de três indicadores para o setor. “A necessidade da logística nacional para que nossos produtos possam ser transportados, do ponto de vista primário ou manufaturado, com o menor custo possível e, assim, evitar a diminuição da renda do produtor, o elo mais frágil da cadeia produtiva. Além disso, como segundo indicador, nosso país precisa aprender a agregar valor em seus produtos, e o terceiro, avançar em nossas energias limpas”.

         O Fórum Brasileiro do Agronegócio acontece até às 18h30 e o prefeito Duarte Nogueira participa de um dos painéis, a partir das 14h, em que abordará o tema “Os desafios do Agronegócio em municípios e regiões”.

         Outros temas, como os desafios ambientais; oportunidades de investimento; a importância do avanço tecnológico para as empresas do setor; riscos no cenário atual; fintechs e automação; os desafios da competitividade internacional; água, energia limpa e meio ambiente no Brasil e no mundo, safras e comércio exterior também constam na programação.

Agronegócio

O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio cresceu 16,8% entre janeiro e outubro de 2020, na comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com cálculos do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Esalq/USP e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A expansão refletiu a safra recorde de grãos da temporada 2019/2020 e as altas na produção de suínos, aves, ovos e leite. No ramo agrícola, o PIB teve alta de 14,55% até outubro de 2020, enquanto no setor pecuário, o avanço foi de 21,95%

Essa alta ocorreu pelo crescimento e ganho de produtividade das lavouras, com destaque para a soja (7,1%) e o café (24,4%), que alcançaram produções recordes na série histórica. Por outro lado, no 4º trimestre de 2020, em relação a igual período de 2019, o agro teve variação negativa de 0,4% por perdas em culturas como a laranja (-10,6%) e o fumo (-8,4%).

O fato é que na avaliação geral o setor teve saldo positivo e manteve o Brasil na rota internacional da comercialização de produtos in natura. O agronegócio do Brasil é responsável pela alimentação de cerca de 800 milhões de pessoas, ou aproximadamente 10% da população global, segundo estudo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Parte deste resultado é atribuída ao investimento dos produtores em pacotes tecnológicos avançados – sementes, defensivos, fertilizantes e rações de maior qualidade e no clima favorável de 2020.

O agronegócio deverá ganhar mais competitividade pela criação do FIAgro (Fundos de Investimento do Setor Agropecuário), medida possibilitada pelo novo projeto de lei aprovado pelo Senado. E este conjunto de resultados e ações, na área privada e pública, será debatido durante o evento com o propósito de enriquecer futuras estratégias no setor.

Ribeirão Preto
céu pouco nublado
26 ° C
26 °
26 °
73 %
2.6kmh
20 %
sáb
35 °
dom
37 °
seg
38 °
ter
35 °
qua
32 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Últimas notícias