spot_img
spot_img

Professor universitário aciona MP para apurar voto do vereador André Trindade  

Mais notícias

Caso o promotor encontre irregularidade na votação que aprovou as contas do prefeito de 2021 e anule o voto do parlamentar, o decreto poderá ser novamente apreciado no plenário da Câmara

O professor universitário Ricardo Jimenez entrou com representação no Ministério Público de Ribeirão Preto nesta sexta-feira, dia 10, pedindo a instalação de inquérito civil para anular o voto do vereador André Rubens Trindade, que, no dia 5 de outubro, que votou favoravelmente ao Decreto Legislativo das contas do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) referentes ao exercício de 2021, período em   que Trindade era secretário municipal de Esportes.

Neste dia, o decreto de Nogueira foi aprovado com 16 votos favoráveis e 4 contras. Jimenez quer cancelar o voto de Trindade, pois neste exercício aprovado pelo Legislativo, o parlamentar era secretário de Esportes e, neste cargo, criava e autorizava despesas na sua então pasta. “É um voto ilegal e também imoral, pois ele apreciou e aprovou despesas que ele mesmo comandava. Uma atitude de benefício próprio e um comportamento nada republicano. Essa mediação, entre a população e o Executivo, ficou contaminada”, avalia Ricardo Jimenez no documento apresentado ao Ministério Público.

Caso o promotor de Justiça do Patrimônio Público de Ribeirão Preto, onde a denúncia foi protocolada  encontre irregularidades no voto de André Trindade, o decreto de prestação de contas do prefeito volta a ser apreciado no Legislativo. “Cabe a ele fiscalizar os atos do prefeito na administração municipal, principalmente no tocante ao cumprimento da lei e da boa aplicação e gestão dos recursos públicos. Não foi o que vimos na postura de Trindade”, emenda ele.

 

Ribeirão Preto
nuvens dispersas
33 ° C
33 °
33 °
40 %
2.1kmh
40 %
dom
36 °
seg
37 °
ter
36 °
qua
34 °
qui
34 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Últimas notícias