spot_img

Coluna Pet: Conheça quais são as vacinas essenciais que os pets devem tomar, por Sérgio Dias

Mais notícias

 

 

Elas são responsáveis por manter a imunização em dia e deixá-los saudáveis

Texto: Sérgio Dias

Fotos: Pixabay

 

Em alta nos últimos anos, as vacinas são produtos biológicos que estimulam a defesa do corpo contra alguns microrganismos, como vírus e bactérias que provocam doenças, algumas até mais graves. Elas podem ser produzidas a partir de microrganismos enfraquecidos, mortos ou a partir de alguns de seus derivados.

 

Trata-se, portanto, de uma forma segura e eficaz de prevenir doenças e salvar vidas e, mais ainda, quando o ser humano é vacinado, ele se protege e também aos que estão ao seu nosso redor. Mas, e os pets, quais vacinam eles devem tomar?

 

“Sempre reforçamos que o check-up é o melhor método de prevenção para manter os bichinhos saudáveis contra doenças, muitas das quais são letais. As vacinas são parte obrigatória desse processo”, comenta Thiago Teixeira, diretor-geral do Nouvet, centro veterinário de nível hospitalar em São Paulo.

 

As vacinas são um passo essencial da rotina de prevenção dos pets, responsáveis por manter a imunização em dia e deixá-los saudáveis. Doenças como a rinotraqueíte e calicivirose em gatos, e cinomose e parvovirose em cães, afetam o bem-estar do animal e da comunidade, e podem chegar a ser fatais.

 

Indica-se que todas as vacinas para gatos sejam aplicadas entre 45 e 60 dias de vida, pois se os pets forem muitos filhotes ao recebê-las, os anticorpos adquiridos na amamentação podem inativar as vacinas.

 

Para isso, tutores e responsáveis devem garantir que a carteirinha de vacinação e os exames regulares estejam em dia. Pensando em ajudar os tutores, na coluna dessa semana apontamos as principais vacinas que cães e gatos devem tomar e contra qual doença elas agem.

 

Para cães

 

1 – V8 e V10: vacinas múltiplas

 

Estas vacinas obrigatórias são conhecidas como polivalentes por imunizarem o cão de várias doenças ao mesmo tempo. Ela age principalmente contra a cinomose, doença viral altamente contagiosa e letal, afetando todo o organismo do animal; a parvovirose, que afeta o sistema gastrointestinal; e a leptospirose, doença bacteriana que afeta rins e fígado e pode ser transmitida para humanos.

 

A V8 e V10 podem ser aplicadas no pet a partir de 6 semanas e devem ser tomadas em intervalos de 2 a 4 semanas, até que o cãozinho complete 16 semanas. Depois, ele deve receber sua dose de reforço anualmente.

 

2- Antirrábica

 

Vacina obrigatória, ela atua contra a raiva canina. A doença atinge o sistema nervoso do cão e pode ser fatal tanto para outros animais quanto para os humanos.

 

O tutor pode levar o pet para recebê-la a partir de 12 semanas e, depois disso, a dose de reforço também ocorre uma vez ao ano.

 

Para gatos

 

1- Vacina contra a raiva

 

Assim como para os cães, os felinos devem receber obrigatoriamente sua dose única de vacina antirrábica a partir do quarto mês de vida, com uma dose de reforço anual. A doença afeta o sistema nervoso do gatinho, alterando significativamente seu comportamento.

 

2- Vacina V4

 

Vacina polivalente, a V4 protege os gatos de quatro doenças: a rinotraqueíte, gripe felina altamente contagiosa que provoca rinite, salivação, conjuntivite, febre e perda de fome; a calicivirose, com sintomas parecidos, mas com o adendo de causar úlceras na boca; a panleucopenia, que é transmitida pelo animal, objetos ou resíduos infectados e pode debilitar a coordenação motora, causar vômito, febre e diarreia; e a clamidiose, doença que compromete a área dos olhos e o sistema respiratório do gato, transmissível aos humanos.

 

3- Vacina V5

 

Com os mesmos benefícios da V4, a vacina polivalente quíntupla é mais completa e também imuniza o pet contra a leucemia felina (FeLV), que afeta o sistema imunológico, deixando o felino exposto a infecções. É contraída por meio do leite materno, saliva ou resíduos de outros pets infectados.

 

Consulte sempre um médico veterinário em caso de dúvidas e suspeitas. “Visitas frequentes ao veterinário ajudam a prevenir problemas sérios e a sanar dúvidas a respeito do bem-estar do pet”, finaliza Teixeira.

Ribeirão Preto
nuvens quebradas
17.8 ° C
17.8 °
17.8 °
59 %
1kmh
65 %
ter
31 °
qua
32 °
qui
30 °
sex
32 °
sáb
32 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Últimas notícias