spot_img
spot_img

Churrascaria que só oferece carne é coisa do passado

Mais notícias

Comida japonesa, frios, massas ganharam espaço nos rodízios

Foi-se o tempo em que apenas os apreciadores de carnes frequentavam uma churrascaria. Nos últimos anos os restaurantes especializados em rodízios de carne começaram a atrair também aquelas pessoas que preferem outros tipos de comida, como massas, frios, culinária japonesa, e por esse motivo evitavam os rodízios repletos de picanha, contrafilé, alcatra, fraldinha, cupim, frango com bacon, peixes entre tantos outros cortes que dão água na boca de muita gente.

Quem gosta muito de carne ama um rodízio completo e o consumo individual é grande. A média é que cada cliente consuma em torno de 1,1 quilo de carne. Estima-se um desperdício de 30%.

A Churrascaria Coxilha dos Pampas foi se adaptando para esses consumidores que preferem não comer carne ou que comem pouca. Hoje oferece em seu rodízio mais de 100 opções de acompanhamentos na pista fria, incluindo pratos quentes, queijos, embutidos, pratos de cozinha árabe, cozinha gaúcha, além de uma pista só com comida japonesa com 25 opções para os amantes da culinária oriental.

“A variedade hoje encontrada em uma churrascaria rodízio tradicional agrada não só quem ama carne, mas também inúmeros vegetarianos. Temos clientes que nos visitam apenas para comer a pista fria, se satisfazendo sem colocar um pedaço de carne na boca”, afirma Antonio Cutti, diretor da Coxilha dos Pampas.

A psicóloga Marisa Aparecida Rossi é uma dessas consumidoras que agradece a variedade de comida oferecida. Em churrascarias ela dispensa as carnes vermelhas, porém adora frios, saladas, comida japonesa e os peixes.

“Hoje em dia ir a uma churrascaria é um programa muito bom, pois proporciona encontros divertidos com amigos que consomem carnes. Antes não era assim, eram raros os encontros nesse tipo de restaurante, por eu não gostar de carnes. Cheguei a ouvir até que dava prejuízo”, comenta Marisa.

O que até pouco tempo parecia improvável, hoje um vegetariano pode frequentar tranquilamente uma churrascaria repleta de carnes e sair satisfeito.

“Há um movimento muito grande de novos restaurantes na cidade. Trazer para os clientes um pouco de cada um deles foi um meio encontrado para agradar, por exemplo, um pai que quer comer carne e uma filha que quer comida japonesa. Por sermos um rodízio, conseguimos incluir um pouco de cada restaurante da cidade em nosso portfólio e oferecer várias opções num único lugar”, diz Cutti.

“Atualmente as churrascarias investem no público que consome mais frios, saladas e carnes brancas. Além de alimentar, também proporcionam reuniões de amigos, confraternizações das empresas, comemorações de aniversários e até casamentos”, lembra a psicóloga.

RENATA BARUSSI

Ribeirão Preto
nuvens quebradas
32 ° C
32 °
32 °
45 %
2.6kmh
75 %
sáb
35 °
dom
37 °
seg
38 °
ter
35 °
qua
32 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Últimas notícias