spot_img
spot_img

Prefeitura de Ribeirão Preto assina ordem de serviço para construir corredor de ônibus Norte-Sul

Mais notícias

Trechos 2 e 3 terão 9 km de extensão nas avenidas Independência, Meira Jr., Paschoal Innechi e Mogiana; obra também contempla 4,5 km de ciclovia na Av. Luzitana

O prefeito Duarte Nogueira e o secretário de Obras Públicas, Pedro Luiz Pegoraro, assinaram na manhã desta sexta-feira (14) a ordem de serviço que autoriza o início da implantação dos trechos 2 e 3 do corredor de ônibus Norte-Sul. As obras, que também contemplam a implantação de uma ciclovia na avenida Luzitana, fazem parte do Programa Ribeirão Mobilidade, que prevê a implantação de 56 quilômetros de corredores de ônibus no município. Estão em execução os corredores da avenida do Café, Dom Pedro I e Saudade.

Com a implantação dos trechos 2 e 3 do corredor Norte-Sul, serão beneficiados entre 15 mil e 18 mil usuários do transporte público. Fazem parte do trajeto as avenidas Mogiana, Paschoal Innechi, Meira Jr. e Independência.

“Também será feito uma ciclovia que vai ligar a avenida Independência com a Cel. Fernando Ferreira Leite, pela Ferreira Leite até cruzamento da Caramuru, subindo a Luzitana, entrando na Casper Líbero até o final. Esse investimento faz parte do conjunto de 56 km de corredores que vão permitir que os ônibus da cidade sejam colocados nos canteiros centrais para que os usuários possam entrar e sair dos ônibus nessas estações, criando mais fluidez, mais tranquilidade e segurança e menor tempo de deslocamento”, afirmou o chefe do Executivo.

Segundo um levantamento feito pela Transerp, empresa que gerencia o trânsito em Ribeirão Preto, nos horários de pico, a avenida Mogiana recebe cerca de 1.500 veículos por sentido, enquanto a Paschoal Innechi recebe até dois mil. Já a Meira Júnior registra 2,2 mil e, a Independência, três mil motoristas por sentido.

A obra será realizada pela empresa DGB Engenharia, licitada por R$ 36.376.686,65, uma economia de 28,32% aos cofres públicos frente ao investimento previsto inicialmente, de R$ 50.752.652,86. O prazo de execução é de 18 meses.

Além das avenidas citadas, o corredor Norte-Sul é formado pelas avenidas Recife, Thomaz Alberto Whately, Brasil, Ligia Latuf Salomão, Braz Olaia Acosta, Cel. Fernando Ferreira Leite e um trecho da avenida Independência.

Estrutura diferenciada

“Este é o corredor mais diferenciado que teremos na cidade, visto que as paradas de ônibus serão localizadas no canteiro central das avenidas, a cada 500 metros, com faixas de rolamento exclusivas para os ônibus, seguindo o modelo das grandes avenidas das capitais. Além disso, contará com botoeiras para pedestres e sinalização eletrônica inteligente, que detecta a presença do ônibus e abre para garantir a fluidez do trânsito”, explica o secretário de Obras Públicas, Pedro Luiz Pegoraro.

O projeto contempla a melhoria nos canteiros centrais para garantir acessibilidade aos pedestres, principalmente aqueles com dificuldades de mobilidade. Todas as esquinas contarão com rampas de acesso para cadeirantes com piso tátil direcional e de alerta, indicando os pontos de espera e de travessia. De acordo com o secretário, as novas rampas vão medir 1m50 de extensão e abas com 1m80 de largura, ficando uniformes com a faixa de pedestres e mantendo o nível da rua.

Por fim, será feito um recapeamento reforçado nas faixas preferenciais de todos os corredores para garantir maior tempo de uso e menor risco de danos devido ao peso do veículo, além do piso de concreto nas paradas de ônibus.

Ribeirão Preto
céu limpo
27 ° C
27 °
27 °
69 %
2.6kmh
0 %
dom
36 °
seg
37 °
ter
36 °
qua
34 °
qui
34 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

Últimas notícias